A educação pública funciona! Vá a Sobral, no Ceará!

O prefeito Veveu Arruda (PT), de Sobral, no Ceará, concedeu entrevista ao jornalista Paulo Henrique Amorim. O tema principal da conversa foi a revolução da educação pública na cidade cearense, comandada por Veveu desde 2011, quando assumiu a prefeitura.

Sobral tem 215 mil habitantes, fica a 235 km de Fortaleza e é referência educacional no Brasil. A cidade alcançou o primeiro lugar no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) – entre as cidades com mais de 100 mil habitantes e é a cidade com maior número de escolas públicas de qualidade em todo o País. Sobral já superou a meta federal prevista para 2021, de 6,1 pontos. O modelo da cidade foi tão bem sucedido que inspirou o projeto nacional de ensino, que começou a ser implementado em mais de 5.300 municípios, em 2013.

O prefeito esteve na sede do Conversa Afiada na última segunda-feira (12) e contou ao ansioso blogueiro que Sobral ficou em primeiro lugar na pesquisa Índice de Oportunidades da Educação Brasileira, realizada pelas fundações Lemann, Península e Roberto Marinho. A cidade cearense se destacou pela qualidade do ensino, principalmente em língua portuguesa e matemática. O país como um todo ficou com nota 4,5. Sobral parece em primeiro lugar com 6,1 e superou outros 5.250 municípios brasileiros.

Sobral também obteve destaque na pesquisa Excelência com Equidade - novamente da Fundação Lemann - realizada em regiões com perfil socioeconômico baixo. "Esse é um grande desafio: romper com o mito de que o pobre é incapaz de aprender. E nós conseguimos mostrar isso em Sobral", disse Veveu.

A decisão política de investir na educação foi tomada na década de 90, com o então prefeito Cid Gomes que, depois, governou o Estado do Ceará e foi ministro do governo Dilma. "Antes disso, tinha diretor de escola que era analfabeto", relatou Veveu Arruda. "Tinha professora que, no tempo de aula, ia até o salão de beleza porque ela também era cabeleireira", complementou.

O sucesso de Sobral se deve por ações práticas de educação. O prefeito comentou a importância do ensino na primeira infância, desde a gestação até os cinco anos de idade, e revelou que coloca ações nesta faixa etária como prioridade. Ele visa, também, a universalização do ensino infantil. Veveu informou que serão construídas 16 escolas de tempo integral, que receberão todos os quase 12 mil alunos do 6º ao 9º ano.

Além da atuação política, Veveu destacou a preparação dos professores para a melhoria da qualidade do ensino. O prefeito ponderou que o salário é, sim, importante, mas que há outras maneiras de capacitar e motivar os educadores. Sobral trabalha com metas, mas conta com o reconhecimento e o orgulho dos magistrados em fazer parte desse projeto.

Abaixo, algumas medidas importantes para o sucesso de Sobral, relatadas na entrevista:

Autonomia

A prefeitura de Sobral dá autonomia para os diretores das escolas, tanto em relação ao investimento quanto a alocação de professores e funcionários. Isso é possibilitado - e ampliado - de acordo com as metas atingidas.

Uniformidade

Para o Veveu Arruda, um diferencial da educação na cidade cearense é a melhora de todas as escolas. Elas mantêm o mesmo nível de crescimento e de rendimento nos exames de avaliação. Fazem, portanto, parte de um trabalho coletivo, e não é um mero sucesso individual.

Trabalho em conjunto

Ao lado dos professores, o papel dos pais dos alunos é essencial para a continuidade do aprendizado. A prefeitura conta com essa parceria e trabalha para fortalecer esse vínculo. Todo município se engaja pelo desenvolvimento da educação.

Mesma idade

Veveu comemora a redução da distorção escolar. Ou seja, a diferença de idade entre os alunos de uma mesma classe. A prefeitura conseguiu reduzir esse índice de 57,50% no ano de 2000, para 0,90% em 2014. Segundo o prefeito, essa conquista ajuda na qualidade do ensino.

Eixos estratégicos

O prefeito trabalha com três eixos estratégicos para o desenvolvimento da educação: fortalecimento da ação pedagógica, fortalecimento da gestão escolar e fortalecimento da valorização do magistério.




Conversa Afiada, Paulo Henrique Amorim

 
Usamos cookies para acelerar a navegação em nossas páginas. Clique na caixa ao lado.