Professores paralisam, fazem ato e passeata no MA

Nesta quarta-feira, 15, os educadores têm uma agenda importante a ser cumprida. É a participação na Greve Geral Nacional da Educação. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) convoca todos os seus associados para participação nas atividades da greve, que inicia com um ato público, na Praça Deodoro, Centro de São Luís (MA), às 7h30.

A greve é iniciativa da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que agrega vários sindicatos, entre os quais o Sinproesemma. Cada entidade estadual organiza sua programação local, que também deverá ter repercussão nos municípios de cada estado.

O Sinproesemma adere à greve, unificando a pauta de reivindicações, que tem como principal item o pacote de maldades do governo Temer, como a PEC 287/16, que propõe reforma da Previdência Social, prejudicando drasticamente os trabalhadores, a reforma trabalhista, que a acaba com a CLT, e a reforma no Ensino Médio. A greve também vai cobrar o cumprimento do piso salarial nacional da educação, em todo o Brasil.

Ato Público em São Luís
Além do ato público, no dia 15, a partir das 7h30, o Sinproesemma fará ações de esclarecimento à sociedade, por meio de material informativo, mostrando os danos causados aos trabalhadores pelo governo impopular e ilegítimo de Michel Temer.

O Secretário de Administração e Patrimônio do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, destacou a importância da categoria ir às ruas, “Entendemos nesse momento que greve é importante para mostrarmos para a sociedade as atrocidades que esse governo golpista vem fazendo com a classe trabalhadora nesse país. Esse é o momento de dialogar com a sociedade e os educadores vão às ruas no sentido de continuar a luta em defesa da educação pública de qualidade, mas também contra a reforma da Previdência, contra a reforma do ensino médio e em favor do Piso Nacional”, pontuou.

Ato público e passeata em Imperatriz
Na maior cidade do continente maranhense, a paralisação dos educadores conta com o apoio do Fórum em Defesa da Previdência Pública. Os manifestantes se concentram a partir das 8h30min na Praça de Fátima. Os manifestantes saem em passeata pelo calçadão da cidade, alcançam a avenida Getúlio Vargas, seguem pela rua Ceará e depois pela Dorgival Pinheiro de Sousa. Os organizadores planejam uma 'parada técnica em frente à prefeitura e encerram no prédio do INSS.

Pelo menos quatro vereadores da cidade confirmaram presença nas manifestações: Alberto Sousa, Arimateia Ditola, Aurélio e Carlos Hermes. O administrador da Diocese local, padre Francisco Lima também estará presente no ato e participará da passeata.

Sinporesemma e Redação

 
Usamos cookies para acelerar a navegação em nossas páginas. Clique na caixa ao lado.