Vídeo: Pinduca desmente boato de acidente aéreo

O telefone não parou de tocar na casa do cantor e compositor paraense Pinduca. Às vésperas de completar 80 anos, o ícone do Carimbó foi surpreendido com a disseminação de boatos sobre sua morte em decorrência de um acidente aéreo, na noite desta terça-feira (14).

Por causa da repercussão, o próprio artista gravou uma mensagem para tranquilizar os fãs, mostrando que está mais vivo do que nunca. “Eu estou aqui, vivo! Manda esse pessoal que põe estas notícias procurar o que fazer, Pinduca ainda tem muito pra viver!”, disse o artista.

Famoso também pelo bom humor, Pinduca contou ao DOL que, após a veiculação da falsa notícia, vários amigos começaram a ligar para saber se ele realmente estava vivo.

“Falaram que eu caí em um avião, mas o único avião que eu tenho, meus amigos, é minha mulher”, brincou.

Confira a mensagem:



O boato sobre um suposto acidente aéreo envolvendo o cantor rapidamente foi disseminado nas redes sociais.

Por telefone, a Infraero informou ao DOL que não há registros de acidentes envolvendo aeronaves na noite desta terça-feira (14).

A lei brasileira é pouco abrangente para a divulgação de falsas informações contra pessoas físicas.

Existem três tipificações para este crime: calúnia, injúria e difamação. Não sendo identificada a caracterização de um ou mais destes três crimes – como no caso de Pinduca, nos termos da Lei de Contravenções Penais, o ato é considerado uma mera contravenção, podendo em casos mais extremos levar o autor dos boatos a prisão simples, de quinze dias a seis meses, ou multa.

Diário do Pará Online (DOL)

 
Usamos cookies para acelerar a navegação em nossas páginas. Clique na caixa ao lado.