Miguel Gogó é assassinado com três balaços na cabeça

O vereador Miguel Gogó, 53 anos, do PCdoB de Anajatuba-MA foi executado com três tiros na cabeça ontem à noite no povoado São João da Mata, seu principal reduto eleitoral localizado a 30km da sede do município.

Segundo testemunhas, o atirador chegou de motocicleta, desceu, fez os disparos à queima-roupa na frente da mulher e do filho do parlamentar. A polícia ainda desconhece o paradeiro do assassino.

Miguel Soares Sampaio (foto abaixo) começou sua carreira política conseguindo uma vaga Câmara de Vereadores pelo PP. Trocou de sigla e no ano passado foi eleito pelo PCdoB.



Em 2006, o Portal iMirante publicou sobre a vítima:
O vereador Miguel Sampaio Soares, o Miguel de Gogó, de Anajatuba, que responde a processo por assassinato de uma pessoa identificada por Ariovaldo, fato ocorrido em 1988, no bairro Coroadinho, em São Luís, foi preso no último dia 10 por decisão da Justiça.

O parlamentar foi recolhido à Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, mas foi liberado 24 horas depois, devendo responder ao processo em liberdade.

Após o crime em São Luís, Miguel de Gogó teria ido para Anajatuba, onde elegeu-se vereador.

O processo, que já estava praticamente esquecido, foi reaberto pelo juiz da 8ª Vara Criminal, que emitiu uma precatória, determinando a sua prisão.

O vereador teria sido informado e, para evitar que fosse preso em Anajatuba, decidiu, então, deixar a cidade, se apresentando à polícia em São Luís, na Superintendência de Polícia da Capital.

Como preso de Justiça, Miguel de Gogó foi recolhido na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, aguardando decisão judicial.

O vereador foi liberado no dia seguinte. Já no próximo dia 19 de maio, o juiz da 8ª Vara Criminal dará prosseguimento ao processo sobre a morte de Ariovaldo, ouvindo duas testemunhas de acusação.

Redação

 
Usamos cookies para acelerar a navegação em nossas páginas. Clique na caixa ao lado.