Ex-prefeito Adersinho é preso em Porto Franco

Policiais Civis de São Luís, realizaram na manhã desta sexta-feira (26), a prisão do ex-prefeito Aderson Marinho Filho, conhecido como “Adersinho”, e de seus assessores Vânia Marinho (cunhada do ex-prefeito), Valderice da Mota Neves e Raimundo Barros Moreira Santos, conhecido popularmente como “Raimundo Bió”; além de Vaner Marinho e Daniel da Silva Félix, contador do Município durante a gestão do ex-prefeito Adersinho.

Os policiais prenderam o prefeito e os assessores em suas respectivas residências, na cidade de Porto Franco.

O ex-gestor e seus assessores são investigados por corrupção e apreensão de documentos da prefeitura, na gestão anterior.

Adersinho e seus ex-assessor foram colocados em duas viaturas da Polícia Civil e encaminhados até a Delegacia de Porto Franco, onde aguardam a decisão da Justiça.

Entenda o caso

A Polícia Civil cumpriu, no dia 18 de abril, um mandado de busca e apreensão na residência do ex-contador da Prefeitura de Porto Franco (MA).

No local, foram apreendidos documentos referentes à administração anterior que deveriam estar na Prefeitura de Porto Franco, além de computadores e impressoras.

O ex-contador da prefeitura foi conduzido para prestar esclarecimentos na delegacia de Imperatriz.

O motivo da busca e apreensão foi em decorrência de uma denúncia da nova gestão do prefeito, Dr. Nelson, alegando que boa parte da documentação da prefeitura não havia sido encontrada depois da posse.

O Juiz Titular da Comarca de Porto Franco determinou que a assessoria jurídica da gestão passada, devolvesse tudo que havia sido retirado da prefeitura, no que se refere a documentos e, principalmente, os HDs dos computadores que sumiram na mudança de governo, deixando a nova gestão sem acesso a qualquer tipo de informação.

Os representantes da antiga gestão do prefeito Adersinho desobedeceram a decisão judicial, culminando na determinação do magistrado na ordem de busca e apreensão no escritório do contador Ricardo Abreu da Silva localizado no Bairro Vila Nova, na cidade de Imperatriz.

Ricardo Abreu trabalhou na Câmara Municipal de Porto Franco e, agora, estava com a responsabilidade de limpar o nome do ex-prefeito Adersinho, um dos poucos prefeitos do Maranhão que não prestaram contas de 2016.

MA10

 
Usamos cookies para acelerar a navegação em nossas páginas. Clique na caixa ao lado.